Os 10 Clichês narrativos que os escritores precisam parar de usar (de acordo c/Rob W.Hart) #dicasparaescritores

Os 10 Clichês narrativos que os escritores precisam parar de usar (artigo de um editor fodão americano) #dicasparaescritores

O artigo de Rob W. Hart, autor e editor, pode ser lido nesse link. (inglês). Segundo o autor, o problema é o uso exagerado desses clichês por vários autores, o que cansa muito os editores e acabam fazendo com que os livros sejam rejeitados.

6-best-evil-dead-redband-trailer-2

Basicamente são os seguintes:

1) Personagens se Descrevendo no Espelho

2) Indicar narrativamente uma virada futura no roteiro (tipo “e o protagonista mal sabia que sua sorte iria mudar…”

3) Culpar o mal comportamento do personagem em pais malvados

4) Muitas piadas internas e referências obscuras

5) A síndrome do “escolhido”

6) Contagem regressiva no roteiro (se não fizer X até o dia Y o Z acontece…)

7) Mensagens passadas por sonhos

8) Usar o sexo como um modo do autor realizar suas fantasias no livro

9) Minorias raciais misteriosas e mágicas e selvagens nobres

10) Fazer os protagonistas desmaiar para a conveniência da trama.

🙂

Anúncios

26 comentários em “Os 10 Clichês narrativos que os escritores precisam parar de usar (de acordo c/Rob W.Hart) #dicasparaescritores

  1. Não acho que precisem parar de usar, apenas começar a usar de uma forma inovadora e criativa. Clichês são excelentes ferramentas de desclichezados e transformados em novidades! Muito fera o blog, parabéns!!! Abraço!

  2. UHuhauAHUhauUAH Na história que eu estou escrevendo já tem duas vezes que o personagem desmaia, mas emfim, acho que qualquer um iria desmaiar em uma queda de helicóptero.

  3. Fala, Tio! Concordo que o 2, o 5, o 7, o 9 e o 10 são realmente muita forçação de barra, tem mesmo que evitar porque estraga a verossimilhança da história! O 1, o 4 e o 8 acho que podem ser legais pra certas histórias e ajudam em vez de atrapalhar. Por último, acho que o 6 é um espelho da nossa própria correria diária, então combina bem pra dar um suspense a mais!

  4. Acho legal quando fazem crítica interna ou sátira a esses clichês. Uma vez li uma história em quadrinhos em que os vilões ativaram um aparelho enorme, mas ninguém descreveu o propósito. Um cientista disse para o herói: “temos que desativar estes dispositivo antes que …”, e o herói respondeu: “ah, nem me fala no ‘antes que’… nem quero saber o que está em jogo”.

  5. Faltou o manjadíssimo deus ex machina. É o mais chato e ubíquo de todos, aparece em livros, filmes, séries de tv, jogos de video game etc. Por pouco não aparece até nesse comentário.

  6. alguns do cliches como o 8 não são legais mas é a narrativa que vai definir a qualidade do livro e não os cliches que podem estragar o livro, afinal nada é perfeito e cada um tem sua opinião sobre os cliches

  7. 8) Usar o sexo como um modo do autor realizar suas fantasias no livro – Stephen King, é voce? ahsuahusas. Mesmo gostando de algo do cara, nao dá pra negar que tudo pra ele é na base do “trepar, fuder”. Ele nao pode narrar “Zé comprou pão no mercado”. É “Zé comprou pão no mercado, olhou para a atendente, teve muita vontade de fuder aquelas coxas. passou pela rua, sentiu seu pau duro”

  8. Eu acho que a número 7 depende do contexto da historia, tipo tem historias que mensagens nos sonhos são sinais de vidência. Como muitos comentaram ai, é só saber usá-los ao seu favor.

  9. Olá! Eu gostaria de uma opinião sincera. Sabemos que a Inglaterra é vítima de muitos clichês atualmente, mas um romance também se encaixaria nisto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s