Em 2004, minha esposa e escritora Érika defendeu sua dissertação de mestrado na Faculdade de Letras da UFMG sobre o Arquétipo de Mago na literatura de fantasia contemporânea, focando especialmente na série Harry Potter. A dissertação foi defendida dentro do programa de pósgraduação de Literaturas de Língua Inglesa, e está em inglês. A tese está doidimais e recomendo a leitura para quem curte literatura de fantasia e a série Harry Potter! 🙂 A tese usa a Jornada do Herói de Joseph Campbell e a teoria dos arquétipos de Jung para analisar o arquétipo do mago na literatura de fantasia, especialmente a série Harry Potter.
4a05581c38f024c6f1d44b4e9b99da62

Download da Tese

The Mage as the Hero: An Archetypal Study of Fantasy Literature (The Harry Potter Series) Érika de Pádua – UFMG Letras 2004 (PDF – 150 pgs)

Resumo da Tese

A popularidade da literatura de fantasia se tornou mais evidente recentemente com o sucesso comercial da série Harry Potter, escrita por J. K. Rowling. Harry Potter é o último fenômeno popular de narrativas de fantasia, e segue a tradição de outras séries igualmente populares tais como O Senhor dos Anéis, de Tolkien; a série Narnia, de C. S. Lewis; entre outros.

Harry_Potter_Trio_Wallpaper_V2_by_ConnieChan

Esta dissertação objetiva contribuir para uma melhor compreensão desse gênero literário e das prováveis razões de sua atratividade ao utilizar a teoria Crítica Mítica de Joseph Campbell sobre o apelo psicológico do subtexto arquetípico e raízes mitológicas. Para isto, analisei um elemento-chave em tais narrativas – o mago, desdobrado como o Mago Aprendiz, o Mago Velho e Sábio e o Mago das Trevas, todos presentes na série.

the_golden_trio_x_by_mizzcaitlinz-d4eg0lo

Embora haja muitas outras variações do mago tradicional nas narrativas de fantasia, baseados nas características gerais dos personagens magos, concentrei-me, para o propósito deste trabalho, na descrição destes três tipos, por serem os mais comuns na literatura de fantasia. A evolução de cada tipo de arquétipo do mago, percebido através do estudo de várias narrativas de fantasia, pode mostrar como a representação do arquétipo do mago em si está se modificando de acordo com as sensibilidades contemporâneas. As similaridades e diferenças na representação dos feiticeiros foram analizadas em detalhe sob a perspectiva da jornada mítica do Ciclo do Mago, uma variação da teoria arquetípica de Campbell do Ciclo do Herói. Primeiro estabeleci uma definição de arquétipo baseada na teoria do Herói Eterno, de Campbell, para depois estabelecer a abordagem crítica. Quando os conceitos básicos de arquétipos foram definidos, descrevi o arquétipo do mago nos termos do Ciclo do Herói para então definir o Ciclo do Mago e fornecer detalhes sobre o seu desenvolvimento em alguns dos mais importantes
trabalhos da literatura de fantasia contemporânea.

HBP-Fan-Art-harry-potter-5420900-1024-768

Empreguei o Ciclo do Mago para entender as mudanças no arquétipo do mago presentes principalmente no primeiro livro da série, Harry Potter e a Pedra Filosofal, contribuindo assim com o estudo acadêmico de um livro de fantasia best-seller, pois a literatura acadêmica sobre a série praticamente inexiste. A conclusão sobre a evolução do arquétipo do mago sumariza as mudanças sofridas pelas representações do arquétipo presentes nos livros de Harry Potter e a maneira como essas mudanças aumentam a identificação do leitor com o mago, um dos segredos da grande popularidade de tais narrativas. A diferença principal do Ciclo do Mago em romances de fantasia anteriores, nos quais o herói considerava a luta em si e a acquisição de conhecimento mágico um fim em si mesmos, é que o mago contemporâneo está interessado em compreender o seu próprio caráter, em compreender os motivos das suas ações. A aceitação do chamado pelo mago herói para a jornada agora também significa que ele aceita um chamado interior. Isso pode indicar que o mago contemporâneo está procurando respostas para questões existenciais de identidade: sua jornada é em busca do conhecimento de si mesmo.

Palavras-chave:Harry Potter, Joseph Campbell, arquétipo do mago, literatura de fantasia,
Ciclo do Mago, jornada de auto-conhecimento

Anúncios