Resenha: Akira, Katsushiro Otomo – Uma Reinvenção do Pós-Apocalipse Nuclear Japonês! #manga #nitroblog

Resenha: Akira, Katsushiro Otomo – Uma Reinvenção do Pós-Apocalipse Nuclear Japonês! #manga #nitroblog

Só quem foi adolescente nos anos 80, e que era completamente nerd com a paranoia nuclear e a Guerra Fria, como eu era, pode entender como foi marcante assistir aquele anime maravilhoso naquela época, naquele tempo. A possibilidade de um apocalipse nuclear era mais concreta do que a cadeira esquenta o meu traseiro nesse momento. Eu, na minha piração nerd adolescente, usava essas narrativas pós-apocalípticas como guias de sobrevivência, com aquela visão de “o que eu faria nessa situação”. Isso me fazia consumir com voracidade tudo que rolava na cultura da época, os filmes do Mad Max, o filme para TV “The Day After – O Dia Seguinte”, entre trocentos outros. E foi nessa fissura que, por meio de uma fita mega-pirateada entre o minúsculo submundo anime-nerd de Belo Horizonte que o anime Akira explodiu meus miolos.

akira-2243121

Anos seguintes, em meio a revolução que passava pelos quadrinhos no Brasil, com Cavaleiro das Trevas, Watchmen, Ronin, Lobo Solitário, comecei a ler o mangá de Akira, e mais uma vez entrei em contato com a genialidade de Katsushiro Otomo. Mais até do que no anime, os temas de aniquilação nuclear e sobrevivência pós-apocalíptica são explorados até suas últimas consequências.

Mas nessa minha última releitura da saga, com um olhar mais amadurecido, reconheci novos elementos na narrativa, e considero Akira como sendo uma história que lida com temas muito ligados à experiência japonesa da Segunda Guerra Mundial, sua singularidade como o único povo atingido por uma bomba nuclear (o que explica os temas recorrentes de destruição apocalíptica, o topo do monstro gigante destruindo tókio, etc.) e do período pós-guerra.

akira-50764

O mangá é bem diferente do anime, apesar de compartilharem os mesmos personagens, terem cenas e até temas em comum. A narrativa se divide em duas partes distintas: a primeira parte é, apesar de também pós-apocalíptico é bem cyberpunk e futurista, a segunda parte é completamente de sobrevivência pós-apocalíptica, com o cenário da primeira parte em ruínas absolutas.

A segunda parte, que compões a maior narrativa da saga, revela uma sociedade lutando para reencontrar a normalidade dentro do colapso social e arquitetônico de Neo-Tokyo. Uma busca trágica, pois, no final do arco narrativo, descobrem que não existe possibilidade de retorno ao período pré-apocalíptico, cujas memórias só podem ser acessadas atráves de fantasia nostálgica e do enfrentamento de traumas do passado.

Akira-2265003

Essa busca pelo passado pré-apocalíptico, seja pelas memórias da infância de Tetsuo, seja pelo tropo infantil que se repete na saga (tirando Tetsuo, todos os paranormais estagnaram seu desenvolvimento corporal, e muitos até psíquicos, no estágio infantil). É como se fosse uma expressão do desejo japonês de retornar a uma era onde Hiroshima e Nagasaki não aconteceram. Sempre me impressionou que a primeira cena de Akira, tanto no mangá quanto no anime, é a destruição de Neo-Tokio, uma referência clara ào bombardeio de Hiroshima e Nagazaki. É como se Otomo dissesse: “olha, vamos falar de como o bombardeio atômico fodeu com a mente do nosso povo”.

akira-2243135

Como Katsushiro Otomo nasceu em 1954 e cresceu em meio ao Japão pós-guerra e cada vez mais influenciado pela cultura americana, não experimentou diretamente o trauma do bombardeio atômico. Imagino que sua inspiração para Akira, com seus paranormais poderosos e sua singularidade (avanços tecnológicos que levam a criação de seres com capacidade infinitamente superior à inteligência humana, sejam inteligências artificiais, cyborgues ou pós-humanos como Akira e Tetsuo) seria de reconstruir o trauma do apocalipse japonês para uma nova geração, que só o compreende através da mediação histórica. Uma nova geração que cresceu dentro do caos que é o mundo pós-segunda guerra mundial, e que transformou, como Kaneda e sua gangue, o caos em uma nova normalidade.

akira-2263655

O final do mangá é uma rejeição à ideologia da nostalgia, uma rejeição a qualquer noção de patriotismo ou identidade fixa, em nome de uma identidade flexível, passível de adaptação e construção de novas organizações (como a nova nação que surge no final), ou identidades além das humanas (como a transcendência de Akira e Tetsuo).

ANOTAÇÕES DURANTE A LEITURA DO MANGÁ AKIRA

Seguem algumas anotações que fiz ao reler Akira, de Katsushiro Otomo. 🙂

Técnica Narrativa: Dialogos expositivos, a história abre com restos de um holocausto nuclear, distopia. Mesma preocupação do watchmen, zeitveist da época.

Tetsuo e a gangue agem como bullies com o número 26, a primeira das crianças velhas., espelhando o comportamento que tem na escola.

A relação entre a gangue da pílula é bem desenvolvida, a relação entre testuo e kaneda é uma das espinhas narrativas da saga.

Tema da delinquência juvenil contrastado com a delinquência governamental.

Rebeldia juvenil, e a narrativa visual muito cinematográfica e com toques mais ocidentais. Otomo disse que foi influenciado pelo cinema rebelde americano dos anos 70, filmes como Bonnie and Clyde e Easy Rider.

Técnica Narrativa: A narrativa é bem ágil, a cada três páginas algo importante acontece.

Técnica Narrativa: Uso de McGuffins, objetos que geram perseguições dentro da trama. Primeiro com a pílula que Kaneda rouba dos rebeldes.

Técnica Narrativa: Muitas narrativas de “busca-apreensão-retorno”, sempre correndo atrás de algo ou fugindo de algo.

Os planos do governo e dos rebeldes começam a dar errado a partir da interferência da gangue de Testuo e Kaneda, e do encontro acidental com o Número 26. A trama evita coincidências.

Uma das diferenças com o filme é o tema antropológico da organização de uma sociedade selvagem e religiosa ao redor de Akira, depois do primeiro cataclisma.

O tema das drogas esta presente desde o início, o simbolo da pílula, e da capacidade de desenvolver habilidades acima do limite humano por meio de drovas era muito presente nos anos 80, com a popularização dos esteróides, a cultura da cocaína como meio de se tornar um super executivo. Os filmes da época lidavam muito com esse tema, como Rocky 4.

Técnica Narrativa: Personagens femininas proativas, fortes, bem construídas e fugindo dos topos tradicionais de tramas de ação, Kay salva Kaneda muitas vezes. E adorei a personagem Chioko, uma mulher enorme e durona.

A arte é maravilhosa e a colonização da Epic Comics foi impressionante, incrivel como foi uma das primeiras colorizações de quadrinhos mainstream. As cores foram feitas emulando as aquarelas usadas tradicionalmente nas primeiras páginas dos mangás.

A narrativa passa para uma exploração de temas sobre o fanatismo religioso e comos cultos se desenvolvem.

As drogas previnem Tetsuo de aumentar seus poderes, e ele precisa aprender auto-controle. Metafora da culrura das drogas e do capitalismo sem limites dos anos 80, a decada do “cobiça” da era Reagan. É também uma narrativa de iluminação, tradição budista – oriental, gnóstica. A verdadeira natureza do homem é ilimitada.

Tema da singularidade, deuses criados pela ciência humana. Pós-humanismo e Trans-humanismo.

Tema cyberpunk, usar o lixo e reusar a tecnologia para novas configurações. A rua encontra seus próprios usos para a tecnologia.

Alta tecnologia do começo e baixa tecnologia da segunda parte.

Única coisa que não gostei, a arte vai ficando meio “nas coxas” à medida que vai chegando nos últimos volumes. Nem se compara mais com a arte dos primeiros volumes, parece que Otomo estava mais cansado! 😉

ÓRFÃOS E OS CICLOS DE DESTRUIÇÃO E CONSTRUÇÃO NO MANGÁ AKIRA

A gangue adolescente de motoqueiros em Akira, como Seita e Setsuko, é composta de órfãos, uma espécie de eco do trauma japonês depois da devastação da Segunda Guerra Mundial.

A gangue é unificada pelo fato de que eles não têm pais, ou seja não possuem história familiar, se transformando assim em uma família não convencional, onde o principal protagonista, Kaneda, desempenha o papel de pai, agindo como líder, um protetor e um provedor.

A gangue de Kaneda é apática para Neo-Tóquio e, se dedicando a sobrevivência pessoal, em uma espécie de tribalização

Eles compartilham uma camaradagem e unidade que lhes dão um senso de identidade enquanto sua cidade está em um estado de anarquia pós-capitalista.

Para a gangue, as ruas são sua casa. A cidade não pertence a ninguém. As ruas são deles para serem tomadas, para serem defendidas de outras gangues ou autoridade superiores que ousem desafiá-los.

A falta de autoridade figura na cidade significa o colapso social de Neo-Tóquio que, como sua arquitetura, leva tempo para reconstruir.

Akira não apresenta uma autoridade central na narrativa. Em vez disso, tem uma autoridade militar competindo contra várias facções rebeldes, partidos políticos, movimentos subterrâneos e gangues de motoqueiros.

O discurso do poder em Akira é instável e muda constantemente em todo o texto, enquanto as facções concorrentes lutam contra a posse da criatura conhecida como Akira, um ser de imenso poder psíquico.

Quem controlar o poder de Akira irá controlar Neo-Tóquio, com a opção de difundir sua influência nacionalmente e depois globalmente a partir daí.

Essa narrativa é uma forma de representar as ansiedades culturais do Japão pós-Segunda Guerra Mundial, ao se verem em um mundo onde armas de destruição em massa são uma realidade.

E, como muitas narrativas japonesas, segue um ciclo de destruição e reconstrução. Neo-Tokyo do mangá é destruída e reconstruída, a relação entre Kaneda e Tesuo é destruída e reconstruída, até mesmo Akira é destruído e reconstruído.

E cada reconstrução, algo novo aparece, não necessáriamente melhor ou pior, mas diferente.

Assim como mangá Akira foi destruído e reconstruído no Anime Akira.

CONCLUSÃO

Para Katsushiro Otomo, na minha interpretação da narrativa de Akira, um apocalipse não é o fim de tudo, após um apocalipse sempre existe uma reinvenção da cultura e da identidade, uma metamorfose e o estabelecimento de uma nova normalidade. Para o bem, ou para o mal, ou para além dessa dicotomia absurda. 🙂

E se você não leu, meu caro leitor, corre e leia! 🙂 É doidimais véééi! 😀

fcc3060a0e7767a5b2b76f81154a579a


FRASES DOIDIMAIS DE AKIRA

 

Kaneda : Isso tem que ser uma armadilha.
Kei : Então volte.
Kaneda : Não. Eu só tenho que descobrir o quanto disso é uma armadilha.

 

Kiyoko : O futuro não é uma linha reta. Ela está cheia de muitos encruzilhada. Deve haver um futuro que podemos escolher por nós mesmos.

 

Coronel : Basta! Abram seus olhos e vejam o quadro geral; Vocês são todos marionetes de políticos e capitalistas corruptos. Vocês não entendem,, é totalmente inútil lutarem entre si.

 

Kaneda: o que há de errado? Algum problema?

 

Tetsuo: Sim. Mas eu já cuidei disso. E você chegou tarde demais, perdeu o show.

 

Kaneda: Tetsuo, estava preocupado com você.. Eu pensei que você estaria aqui de pé soluçando como um bebêzinho.

 

Tetsuo: Kaneda, você sempre foi um pé no saco!  Você sempre me disse o que fazer desde que éramos pequenos.. Você sempre me trata como uma criança. Você sempre aparece e começa a me dar ordens! Não negue!

 

Kaneda: Mas agora você é um chefe, também … dessa pilha de escombros.

 

Tetsuo: KANEDA!

 

Kaneda: É SENHOR Kaneda para você, punk!

 

Tetsuo: MORRA!

 


Se você gostou, se inscreva no CANAL NITROBLOG!
https://goo.gl/3ZNWbM

E conheça o meu CANAL de DICAS DIÁRIAS DE INGLÊS, o MELHORE SEU INGLÊS!
https://goo.gl/ATUJc3

CONTOS E LIVROS DE NEWTON NITRO
Conheça meus Contos e Livros (Download Gratuito!)
https://goo.gl/AXJIl4

ROMANCE MARCA DA CAVEIRA
https://goo.gl/24sOu1

SERVIÇOS DE LEITURA CRÍTICA
https://goo.gl/VDx6nh

FACEBOOK
Newton Nitro
https://goo.gl/2RCewf

ASSOCIADOS AMAZON LINK:
https://goo.gl/pP1CmY
Compre livros na AMAZON e contribua com o NITROBLOG e o MELHORE SEU INGLÊS – Canais do Youtube!


erika-e-newton-ingles-por-skype

Aulas TODOS OS DIAS, de 7 às 23 horas!

Para aulas de Inglês Individuais por Skype FOCADAS EM CONVERSAÇÃO e fazer UMA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA, basta entrar em contato no prof.newtonrocha@gmail.com ou no whatsapp (31) 9143-7388.

PREÇOS ACESSÍVEIS!

Saiba mais sobre as nossas aulas de inglês POR SKYPE, incluindo preços, nesse link: https://goo.gl/F79OqK

O conteúdo programático do nosso curso pode ser lido nesse link: https://goo.gl/pzSJDt

Currículo do Prof. Newton Rocha:
https://goo.gl/ReJafX

As recomendações e depoimentos de vários dos nossos alunos podem serem lidos nesse link:
https://goo.gl/6vreb2

Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês:
https://melhoreseuingles.wordpress.com/

Curta Nossa página no Facebook:
https://goo.gl/qcPQUK

Nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês: VÍDEO AULAS DIÁRIAS DE INGLÊS!
https://goo.gl/KYns5i

MELHORE SEU INGLÊS PODCAST
Ouça e baixe nosso podcast semanal – Melhore Seu Inglês PODCAST no INTERNET ARCHIVE (Escute Online ou faça o Download)
Link: https://goo.gl/H4aB6U

Melhore Seu Inglês PODCAST no ITUNES
Link: https://goo.gl/dVUYCq

Melhore Seu Inglês PODCAST no PODBEAN
https://goo.gl/3z2Lby

CONTATO
Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: 9143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF
Facebook: https://goo.gl/aokHM1
Twitter: https://twitter.com/tionitro
Google +: https://goo.gl/J35qE8
Youtube Canal Nitroblog:https://goo.gl/ti9rs5

Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 9223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb
Facebook: https://goo.gl/mqP5RK
Google +: https://goo.gl/bLjuCx

Anúncios

4 comentários

  1. Muito boa sua interpretação do mangá. A releitura é sempre algo novo, principalmente com uma narrativa tão complexa como é a de Otomo! Ajudou bastante sua visão sobre a história, já que estou fazendo um trabalho sobre o filme e minha ótica é justamente a do fanatismo religioso mostrado tanto no filme quanto (e muito mais profundamente) no mangá. Obrigada

  2. Cara, tem um cara no youtube que usou seu texto na integra para fazer a resenha, quando digo na integra, é na integra mesmo, tudo que foi escrito acima, foi dito pelo cara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s