Depois de endoidar o cabeção com a série THE EXPANSE, que entrou no Netflix a pouco tempo, passei todas as leituras programadas para sempre e entrei de cabeça na série de livros escritos por James S.A. Corey, que na verdade é um pseudônimo de uma colaboração entre os escritores Daniel Abraham e Ty Franck.

Li também os contos e noveletas do Expanse, como Drive (Expanse #0.1), The Churn (Expanse #0.2) The Butcher of Anderson Station (Expanse #0.5), cujas resenhas estão todas aqui embaixo!

Uma das melhores space operas que já li na vida! Recomendadíssimo!

91npjuxxkzl

15994505_10154893863473486_6450551985152793850_o


Drive (Expanse, #0.1)Drive by James S.A. Corey
My rating: 4 of 5 stars

E com DRIVE inicio minha jornada pelo mundo de Expanse.

Gostei muito desse conto, bem escrito e com uma prosa que até arrisca algum lirismo. DRIVE conta a história do Solomon’s Drive, o inventor do Epstein Drive, a tecnologia que permitirá a colonização do Sistema Solar.

Ideal para quem já assistiu a série Expanse!

View all my reviews


The Churn (Expanse, #0.2)The Churn by James S.A. Corey
My rating: 4 of 5 stars

A história do porradão doidimais meio pancadão da cabeça do Amos Burton!

DOIDIMAIS DOIDIMAIS VÉÉÉIO!

Adorei a história da origem do porradão massaranduba do espaço Amos Burton. Prosa fantástica, bem noir espacial, um vilão fera, e uma personagem feminina muito bem construída.

Não estava esperando muito, mas, ao chegar no final do conto, VÉÉÉÉÉÉIO é doidmais véio!

Obrigatório para os fãs da série!

View all my reviews


The Butcher of Anderson Station (Expanse, #0.5)The Butcher of Anderson Station by James S.A. Corey
My rating: 4 of 5 stars

Um conto de quarenta páginas com a história do Açougueiro da Estação Anderson, o Fred Johnson. Não sei como o editor tirou esse capítulo do Leviathan Wakes, acrescenta muito no personagem, dá uma profundidade.

A cena da Estação Anderson é uma das mais fortes da primeira temporada de Expanse, e o que realmente se passou na mente de Fred Jhonson para que ele abandonasse seu posto no exército terrestre e virasse um líder da OPA, (UEPA! hahahaha!) é exclarecido nesse conto-capítulo arrancado por editor sem noção.

Recomendo!

View all my reviews


Leviathan Wakes (Expanse, #1)Leviathan Wakes by James S.A. Corey
My rating: 4 of 5 stars

Leviathan Wakes (The Expanse #1) – James S.A. Corey | #ficçãocientífica #óperaespacial | Orbit, 2011, 561 páginas | Lido de 17/01/17 à 21/01/17 | NITROLEITURAS

Uma ópera espacial estilo “hard science fiction” militarista bem escrita, com um cenário detalhado e um clímax sensacional!

SINOPSE

A humanidade colonizou o sistema solar – Marte, a Lua, o Cinturão de Asteróides e além – mas as estrelas ainda estão fora de nosso alcance.

Jim Holden é XO de um nave mineiradora de gelo que corre desde os anéis de Saturno até as estações de mineração do Belt. Quando ele e sua tripulação tropeçam em uma nave abandonado, a Scopuli, tomam posse de um segredo terrível. Um segredo que alguém está disposto a matar por – e matar em uma escala insondável para Jim e sua tripulação. A guerra entre a Terra, Marte e o povo do Cinturão de Asteróides está para ser detonada no sistema solar, a menos que ele possa descobrir quem deixou o navio e por quê.

Detetive Miller está procurando uma garota. Uma menina em um sistema solar com bilhões de seres humanos, mas seus pais têm dinheiro e dinheiro fala. Quando a trilha o conduz ao Scopuli e ao comandante Holden ele descobre, que esta menina pode ser a chave a tudo.

Holden e Miller são envolvidos nos conflitos entre o governo da Terra, os revolucionários do Cinturão de Asteróides e corporações secretas – e as probabilidades estão contra eles. Mas fora no Cinturão, as regras são diferentes, e uma pequena nave pode mudar o destino do universo.

RESENHA

Realmente concordo com a recomendação do George R.R. Martin, já havia tempos que não lia uma Ópera Espacial Militarista tão legal quanto Leviathan Wakes.

Exelentes personagens, heróis imperfeitos, e reações psicologicamente realistas para as situações da trama. O cenário é fascinante, complexo e ao mesmo tempo compreensível.

James SA Corey é o pseudônimo usado por colaboradores Daniel Abraham e Ty Franck. O primeiro e último nome são tomadas a partir de Abraão e nomes do meio de Franck, respectivamente, e SA são as iniciais de filha de Abraão. O nome também é utilizado para imitar muitos dos escritores espaço de ópera da década de 1970.

O Daniel Abraham é amigão do George R.R. Martin, e trabalhou com ele em muitos projetos. E segundo a lenda na wikipedia, o universo de Leviathan Wakes surgiu em um JOGO DE RPG, que o Martin participou! Achei DOIDIMAIS essa informação, e deixo aqui para a comunidade nerd de rpg curtir também.

Recomendadíssimo, e agora vou direto para o próximo, e só irei parar depois de ser todos os 6 volumes e os contos intermediários! 😀

REMEMBER THE CAN’T

View all my reviews