VIDEO: A MENTIRA que o PERSONAGEM ACREDITA! | NITRODICAS 53 #dicasparaescritores

Nesse NITRODICAS – DICAS PARA ESCRITORES INICIANTES, continuo a série sobre ARCOS DE PERSONAGEM e falo sobre a MENTIRA que o seu PERSONAGEM acredita, e que forma o seu arco!

A MENTIRA que o PERSONAGEM ACREDITA! | NITRODICAS 53 #dicasparaescritores

DOWNLOAD DO ROTEIRO (PDF)

https://goo.gl/h2h7JC

ND#053 _ A MENTIRA que o seu PERSONAGEM ACREDITA!


ND#053 | A MENTIRA que o seu PERSONAGEM ACREDITA! | NITRODICAS 53 #dicasparaescritores #video

Olá pessoal, eu sou o escritor Newton Nitro do Nitroblog, meu Blog de Resenhas Literárias, Dicas para Escritores, e onde posto meus contos, livros e poemas para download gratuito, do NitroDungeon, meu Blog de Dicas de RPG, e do MELHORE SEU INGLÊS, o meu CANAL DO YOUTUBE e minha Conta no INSTAGRAM de Dicas Diárias de Inglês!

Começa agora mais um NitroDicas, meu vlog de dicas e sugestões para escritores iniciantes!

Lembrando sempre que a melhor maneira de aperfeiçoar a escrita é LENDO MUITO, ESCREVENDO MUITO e REESCREVENDO MAIS AINDA!

Nesse segundo vídeo sobre ARCOS DE PERSONAGENS, falo sobre importância da MENTIRA que o seu PERSONAGEM ACREDITA, e o conflito entre a COISA que o seu PERSONAGEM DESEJA versus COISA QUE ele PRECISA!

Lembrando que um ARCO DE PERSONAGEM é a transformação ou a jornada interna que um personagem atravessa durante uma narrativa.

Qual é a MENTIRA que o seu PROTAGONISTA acredita?

Os personagens são como as pessoas, eles não gostam de mudança.

Eles resistem à mudança assim como as pessoas na vida real, pois ninguém gosta de sair de sua zona de conforto.

Mas isso é muito bom, porque dessa resistência vem o CONFLITO, e CONFLITO é o que gera uma HISTÓRIA!

Essa é uma das muitas maneiras em que trama e arcos de personagens estão interligados. Seja em conexão imediatamente evidente ou não, a trama deverá espelhar a jornada interior do personagem.

Trama, em sua manifestação mais simples, se constrói em cima de um objetivo frustrado do protagonista.

Ele quer alguma coisa, e ele não pode, então continua tentando consegui-la!

O Arco de Mudança Positiva, em sua manifestação mais simples, é sobre as mudanças nas prioridades do protagonista.

Ele provavelmente não consegue o que deseja por dois motivos:

1) Ele quer a coisa errada. ou

2) Seus métodos morais para conseguir o que ele quer estão errados.

Um dos erros mais comuns de escritores iniciantes é o de criar um problema para o seu PROTAGONISTA que não tem nada haver com a história principal.

O ideal é nunca separar esses dois elementos, o problema do seu PROTAGONISTA deveria estar sempre relacionado, de alguma forma, com a história principal.

A solução para esse problema é repensar a história geral e a história pessoal do protagonista, e torná-la o mais pessoal possível, envolvendo os problemas globais da narrativa com os problemas pessoais do protagonista.

O Arco de Mudança Positiva é sobre a MENTIRA que o seu personagem acredita.

Sua vida pode ser horrível, ou sua vida pode ser ótima, mas por baixo de tudo está a MENTIRA!

Para que o seu personagem evolua de uma maneira positiva, ele tem que começar com algo faltando em sua vida, algo que faça com que sua mudança seja necessária.

Seu PROTAGONISTA precisa ser incompleto de alguma forma, algo em sua alma precisa estar faltando. Não é simplesmente uma falta de algo experior.

Seu PROTAGONISTA precisa ser incompleto POR DENTRO.

Isso quer dizer que ele acredita em algo que é falso ou distorcido sobre si mesmo, sobre o mundo, ou sobre ambos.

Essa incompreensão, esse falso conceito ou preconceito, esse trauma será o principal obstáculo em seus esforços para atingir seus objetivos.

Essa falha interna pode começar como uma espécie de força, mas ao longo da narrativa, irá se transformar em seu ponto fraco, seu CALCANHAR DE AQUILES.

Seu PROTAGONISTA pode nem mesmo saber que possui um problema.

No PRIMEIRO ATO, se você estiver usando a estrutura dos TRÊS ATOS, seu PROTAGONISTA normalmente não tem muita consciência de suas limitações ou problemas internos.

Ele pode estar em negação ou não se sentir limitado pelas falhas e feridas em sua alma. Ele pode negar que acredita em uma MENTIRA até o EVENTO INCITADOR e até chegar no final do PRIMEIRO ATO, com o PRIMEIRO PONTO DE TRAMA, aquele evento catastrófico que lança o PROTAGONISTA em uma nova direção, lançando-o em novas experiências para longe de sua zona de conforto ou situação inicial.

Para mais detalhes sobre a estrutura de Três Atos, recomendo o meu vídeo, o NITRODICAS 10, em que falo sobre esse assunto.

Ou seja, o PONTO DE TRAMA no final do Primeiro Ato começa a tirar as ilusões que o PROTAGONISTA tem sobre si mesmo e sobre o mundo, minando suas defesas.

O PRIMEIRO ATO dá aos escritores tempo e espaço para introduzir e expor para os leitores a MENTIRA QUE O SEU PROTAGONISTA ACREDITA, e mostrar como o personagem está preso dentro dessa mentira, mostrando um pouco do seu MUNDO ANTES DA MUDANÇA, ou sua SITUAÇÃO INICIAL.

Agora, o que é a MENTIRA que o seu PROTAGONISTA ACREDITA?

A MENTIRA que o seu personagem acredita é uma CRENÇA ESPECÍFICA, uma opinião subjetiva sobre algo importante para o seu personagem, e que pode ser dito em uma única frase.

Alguns exemplos:

Neo, em Matrix, no começo do filme acredita que: ele não pode ser o The One.

O Woody, em Toy Story, no começo do primeiro filme, acredita que: se ele não for o brinquedo favorito do Andy, ele não é importante para o menino.

Vários personagens de Jurassic Park, no começo do filme, acreditam que é possível controlar dinossauros e criar com eles um parque de diversões.

No filme Carros, o Relâmpago MacQueen começa o filme acreditando que ele é ele só precisa se preocupar consigo mesmo e em ser o carro mais rápido do mundo.

Em um Conto de Natal de Charles Dickens, a transformação de Ebenezer Scrooge está baseda em sua crença de que o valor de um homem está ligado à quantidade de dinheiro que ele possui.

Como descobrir a MENTIRA que o seu personagem acredita?

Primeiro examine a sua trama para ver se a MENTIRA já está evidente no conflito.

No próximo vídeo, quando falarei sobre a COISA QUE O SEU PERSONAGEM QUER versus A COISA QUE ELE PRECISA, vamos irei abordar mais sobre conflitos.

Depois, veja as AÇÕES do seu PROTAGONISTA e especialmente suas REAÇÕES!

Veja se você pode identificar os seguintes SINTOMAS DA MENTIRA que o seu personagem acredita:

MEDO
SENTIR-SE OFENDIDO
SER INCAPAZ DE PERDOAR
SENTIMENTO DE CULPA
SEGREDOS TERRÍVEIS
VERGONHA SOBRE ALGO QUE FEZ OU QUE SOFREU
RAIVA
IRONIA SOBRE DETERMINADOS ASSUNTOS
CINISMO E CETICISMO
ATITUDES PRECONCEITUOSAS
PERCEPÇÃO DISTORCIDA DE CERTOS PERSONAGENS

Nenhum desses sintomas são a MENTIRA, mas são produtos da Mentira.

O seu protagonista pode estar consciente desses sintomas em sua vida, mesmo se ele não aceita ou não tem consciência da MENTIRA em que acredita.

Ele pode até mesmo querer se livrar desse sintoma negativo, mas ele não consegue porque ele não consegue perceber a sua fonte. Ele não consegue ver a MENTIRA em que acredita.

E o ARCO DE MUDANÇA POSITIVA é, em um de seus aspectos, confrontar o personagem com a MENTIRA em que acredita, e, através dos eventos, de suas ações, lutas, conflitos, e confrontos com antagonistas, finalmente se libertar dessa MENTIRA OU ILUSÃO interna.

O desenvolvimento de personagens depende da Mentira que ele acredita.

Essa MENTIRA contamina cada parte de seu sistema de crenças, cada ação e cada processo de pensamento.

Por exemplo, no clássico Cinderela, ela acredita na mentira de que ela não é digna de amor verdadeiro ou do amor de uma família.

Ela é apenas a empregada, e ela faz seu trabalho enquanto tenta encontrar felicidade e propósito, esperançosa de que um dia ela possa ser criada como uma filha verdadeira.

A Mentira que um personagem acredita deve ser confirmada por um Momento Sombrio.

E o que é esse MOMENTO SOMBRIO?

É o momento em que a mentira que seu PERSONAGEM acredita se torna realidade.

A mentira se confirma pela circunstância ou pelas palavras de outros personagens.

Este é o ponto em que seu herói se resigna ao fato de que a mentira é verdadeira e passa a viver de acordo.

No caso de Cinderela, ela se alegra quando é informada de que pode ir à festa do rei se terminar todo o trabalho e tiver algo adequado para vestir.

Ou seja, se ela conseguir um vestido e terminar o trabalho ela será incluída com a família no passado.

Terminando o seu trabalho terminado e trajando um vestido feito por seus amigos animais, ela se junta a sua madrasta e meio-irmãs, apenas para ser atacada pelas irmãs e deixada em farrapos.

Ela é rejeitada mais uma vez. Ela não é digna. A MENTIRA em que ela acredita se torna verdade nesse momento.

Fazendo um parêntesis, no caso do NEO em Matrix, esse momento sombrio acontece quando o Agente Smith captura o Neo pela primeira vez e mostra para ele que ele é completamente impotente, ou seja, que jamais poderá ser alguém poderoso.

A mentira que ele acredita, ou seja, que ele é um hacker insignificante, é confirmada.

Porém, de alguma forma, seu protagonista precisa sentir uma sugestão de verdade em suas vidas.

Ele precisa começar a questionar a mentira.

Normalmente, você pode usar um personagem secundário para fazer isso

Por exemplo, no caso de Cinderela, a fada madrinha aparece e diz que só precisa de uma coisa para ir ao baile e aproveitar as festividades.

Ela só precisa de um vestido e de uma carruagem, e de servos, etc.

A fada madrinha faz suas magias, e mostra para Cinderela que ela é digna de ir ao baile, com ou sem família, e que pode sim ser amada e admirada pelos demais.

Outro exemplo é quando o príncipe envia servos com o sapatinho de cristal para encontrar sua futura noiva.

Ele a considera digna de ser amada e está procurando por ela.

Ela se enche de esperança e entusiasmo quando sabe sobre isso, com a mentira em que acredita sendo mais uma vez questionada.

E aqui temos mais um MOMENTO SOMBRIO, que traz a Mentira de volta ao centro da trama, e forçando o protagonista a escolher a Mentira ou a Verdade.

Ele acreditará na mentira e se afundará em suas ilusões, como acontece nos arcos de mudança negativa?

Ou escolherá acreditar na verdade, confrontando e superando a mentira em que acredita e se transformando em uma nova pessoa?

De volta para Cinderela:

Quando o Príncipe com o sapatinho de cristal chega à porta da Cinderela, sua madrasta a tranca na torre para que ela não possa atender e experimentar o sapatinho..

Cinderela poderia, nesse momento, desistir, chorar e se resignar com o fato de que o príncipe acabaria encontrando alguém que se encaixaria no chinelo e viveria feliz para sempre.

Mas não, ela decide lutar e encontrar uma maneira de escapar.

Ela pede a ajuda de seus amigos animais e, eventualmente, consegue fugir do cativeiro.

Ao acreditar na verdade de que ela é digna do amor de um príncipe, ela tem a confiança para descer as escadas em suas roupas de servo esfarrapadas, experimentar o sapatinho de cristal e finalmente ficar com o príncipe, vivendo agora sua VERDADE.

A MENTIRA que o seu personagem acredita dá ao seu PROTAGONISTA um PONTO DE PARTIDA e um PONTO DE CHEGADA.

A mentira é o ponto de partida. É a base da jornada, pois o personagem deve procurar a verdade e encontrá-la.

A VERDADE é o seu destino final!

Para terminar, aqui estão seis Perguntas para DESCOBRIR A mentira que o personagem acredita!

1. Que VISÃO EQUIVOCADA o seu protagonista tem sobre si mesmo ou sobre o mundo?

2. Quais são as consequências MENTAIS, EMOCIONAIS e ESPIRITUAIS dessa visão equivocada?

3. Como a MENTIRA em que ele acredita se reflete no mundo exterior do personagem?

4. Quando a história começa, a mentira em que ele acredita está tornando sua vida miserável? Se sim, como?

5. Se não, o EVENTO INCITADOR ou o PRIMEIRO PONTO DE TRAMA lhe deixam inconfortável por causa da mentira em que ele acredita?

6. Quais são os sintomas da mentira do seu personagem?

***********
E é isso aí por hoje, espero que tenham gostado! Muito obrigado pela atenção e pela confiança!

E esse foi mais um NITRODICAS, meu vlog de dicas e sugestões para escritores iniciantes.

Convido a todos a visitarem o NITROBLOG, meu blog de resenhas literárias, dicas para escritores, e onde disponibilizo meus contos e livros para download gratuito.

Também trabalho com LEITURA CRÍTICA para ESCRITORES, onde analiso manuscritos e coloco minhas observações, impressões e sugestões para reescritas e edições.

Basta entrar em contato, preços acessíveis.

Também dou AULAS DE INGLÊS POR SKYPE, aulas particulares, focadas em conversação para todos os níveis!

E conheça e se inscreva o MELHORE SEU INGLÊS meu canal do Youtube com DICAS DIÁRIAS DE INGLÊS e AULAS AO VIVO nos fins de semana!

Temos também o MELHORE SEU INGLÊS PODCAST e o MELHORE SEU INGLÊS no INSTAGRAM, também com vídeos diários de dicas de inglês!

E se você curte Sessões de RPG ao vivo, me siga no TWITCH NEWTON NITRO!

Fica aqui um grande abraço do NEWTON NITRO e aguardem MARCA DA CAVEIRA, o primeiro volume da trilogia Legião, uma saga de fantasia medieval sombria e adulta, feita para o cenário de RPG LEGIÃO – A ERA DA DESOLAÇÃO da EDITORA REDBOX.

LEGIÃO: A ERA DA DESOLAÇÃO, que também conta com os meus escritos, é o cenário oficial do jogo de RPG Old Dragon e deverá sair em breve!

E vamos ESCREVER, PORQUE ESCREVER É DOIDIMAIS!

Até o próximo NITRODICAS!

ESCRITO POR NEWTON NITRO em 14/04/18

Se você gostou, se inscreva no CANAL NITROBLOG no YOUTUBE!
https://www.youtube.com/user/newtonrocha

Conheça meus Contos e Livros (Download Gratuito!)
https://goo.gl/AXJIl4

ROMANCE MARCA DA CAVEIRA
https://goo.gl/24sOu1

SERVIÇOS DE LEITURA CRÍTICA
https://goo.gl/VDx6nh

FACEBOOK – Newton Nitro
https://goo.gl/2RCewf

INSTAGRAM – Newton Nitro
https://www.instagram.com/newtonnitro/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s